O juiz Marcel Montalvão, da cidade de Lagarto (SE) determinou que o Whatsapp fosse bloqueado por 72 horas corridas a contar desde às 14 horas de hoje, 02 de maio. A medida, segundo o juiz, foi tomada para que a empresa divulgue dados de uma quadrilha de tráfico de drogas do Estado.

O Facebook, empresa dona da plataforma do Whatsapp, já declarou pelas vias legais que não tem acesso aos dados solicitados pelo juiz. O mesmo juiz, em março deste ano, emitiu um mandado de prisão para o vice-presidente LaTAm do Facebook.

A punição já está vigente e deve seguir até às 14 horas de quarta-feira, dia 04. O assunto é tendência, segundo o Google, desde o meio dia de hoje. No Twitter, mais de 600 mil tweets sobre o assunto já foram feitos. Há ainda quem ensine a burlar a localização e usar o app da mesma forma, bem como a ascensão do Telegram, que chegou a 1 milhão de usuários hoje por conta da proibição do Whatsapp.

Em dezembro do ano passado a proibição durou 10 horas.

Fique atento à nossa página do Facebook e do LinkedIn para mais notícias sobre marketing digital, redes sociais, comunicação, propaganda e design!

Comments

comments