O Orkut foi a primeira rede social a realmente pegar entre os brasileiros, embora já existissem na gringa redes como o FriendFinder e o MySpace, os brasileiros só se interessaram e só enxergaram essa nova possibilidade de conexões com o surgimento do Orkut em meados de 2004.

Criada pelo turco criado na Alemanha e radicado nos Estados Unidos Orkut Büyükkökten, o Orkut foi uma rede social que demorou muito a se render à publicidade justamente porque presava as relações interpessoais. No começo da rede, por exemplo, novos usuários só podiam entrar para a plataforma com convite de amigos.

Havia um número de interações permitidas com amigos e grupos e, quem ultrapassava este número caía na “cadeia do Orkut”, fato que deixava o perfil do usuário por 48 horas. Outra característica típica do orkut que todo mundo se lembra é o “Bad server, no donut for you”.

Com uma proposta similar de uma rede social mais social, o Orkut – o fundador da rede, que fique claro – criou uma nova rede social, a Hello. Crítico às redes sociais que temos disponíveis atualmente, Orkut Büyükkökten declarou que a nova rede busca conectar pessoas através de interesses listados – as personas. Cada usuário pode escolher até 5 personas para ter em seu fólio – a timeline onde os usuários visualizarão os conteúdos criados/compartilhados por pessoas que também assinam àquele fólio.

A Hello já está disponível nos Estados Unidos, Nova Zelândia e Austrália e deve chegar ao Brasil entre os meses de agosto e setembro. Alguns elementos que ela traz de volta do Orkut que eram muito populares dentre o público brasileiro são:

  1. Selos e conquistas: Quem se lembra das contas verificadas ou selo de veterano do Orkut vai gostar disso. Quem utiliza redes como o Swarm e o Snapchat também. A Hello traz novos badges para os usuários, que são desbloqueados a partir do uso da plataforma.
  2. Quem visitou seu perfil: Um dos recursos mais adorados do Orkut e que os usuários brasileiros não se cansam de pedir para outras redes sociais (to falando de você mesmo, viu, Facebook), a Hello mostra quem visitou seu perfil. Não que isso seja realmente importante, mas o pessoal gosta, né?
  3. Popularis: Este recurso da rede permite que os usuários promovam seus conteúdos para que eles alcancem mais visualizações.
  4. Convites: A rede traz de volta a personalização causada pela escassez. Isto é, para fazer do Hello você precisará ser convidado por amigos.

Será que está nova rede vai pegar aqui no Brasil também?

Fique atento à nossa página do Facebook e do LinkedIn para mais notícias sobre marketing digital, redes sociais, comunicação, propaganda e design!

Imagem: Techtudo

 

Comments

comments