Cada modelo de negócio exige um estilo de comunicação diferente. Vemos no mercado agências de comunicação focadas em atender áreas de saúde, alimentação, beleza, trademarketing e afins, mas o mercado tem um grande gap no atendimento personalizado para redes de franquias – sejam elas de pequeno, médio ou grande porte, mesmo esse mercado tendo um grande crescimento nos últimos anos.

Esse gap não é por acaso, pois atender a redes de franquias no que se refere a publicidade e propaganda tem suas particularidades – e elas não são poucas. Quando uma rede de franquias representada pela sua franqueadora contrata uma agência de comunicação, é preciso que ela entenda um pouco sobre os formatos de prestação de serviços oferecidos no mercado, assim como tenha a possibilidade de definir qual tipo de empresa de comunicação atende melhor o momento em que sua rede/marca se encontra.

Modelos de negócios em uma agência de propaganda

Basicamente, existem 3 formatos de contratação de uma agência de propaganda. No Fee Mensal, é estipulado um escopo de trabalho mês a mês pensando nas necessidades anuais da rede. Outro modelo é o de “projeto”, em que a franqueadora apresenta para a agência uma necessidade ou um objetivo, como o lançamento de um produto ou serviço e, nessa ocasião, a agência desenvolverá o projeto para essa demanda específica. No último modelo, o “job a job”,  a franqueadora solicita para a agência um trabalho pequeno por vez. Por exemplo: um cartaz para ponto de venda, um rótulo para produto, um anúncio para revista, entre outros.

Geralmente, o ideal para a franqueadora é poder contar com uma agência que desenvolva para a marca um planejamento envolvendo franqueados e franqueadora. O que existe muito no mercado são agências acostumadas a atender marcas que têm como necessidade aspectos totalmente diferentes de uma rede de franquias. A comunicação de uma rede de franquias tem que ser desenvolvida por uma empresa já habituada com as especificidades desse segmento, pois os universos em muito se diferenciam. Isso porque, no ambiente da propaganda para o franchising, os resultados não são alcançados se a marca não for capaz de envolver nas campanhas seus franqueados e colaboradores. Para isso, franqueadora e agência deverão estar sintonizadas e focadas em desenvolver um planejamento que consiga abranger todos os pontos de contato do consumidor com a marca.

Por que atender franquias deve ser diferente?

Não existe comunicação eficiente para franquias criada por uma agência sem que esta tenha previsto como os colaboradores irão entregar o prometido na campanha, sem que exista um projeto de brand experience, sem criar ações de marketing de baixo custo e sem que exista um plano de recompensas/endomarketing para os franqueados que atuarem de maneira ativa e realizarem o que foi proposto pela franqueadora.
É importante que o franqueador esteja atento se sua agência de comunicação está alinhada com seus objetivos, realidade e necessidade. Sempre digo que é muito fácil vender um produto ou serviço quando se tem vários zeros à disposição, o desafio é se adequar aos 2%, 3%, 4% que o fundo de propaganda disponibiliza para a comunicação macro.
É aí, exatamente aí, que as agências se diferenciam. Sem planejamento, cronograma, responsáveis e compromisso de ambas as partes, não existe comunicação eficiente. Pela minha experiência internacional e nacional, aprendi que a prestação de serviços de comunicação no franchising tem especificamente como diferenciais a realização de um planejamento conjunto entre agência e franqueadora, a organização das ações anuais macro e micro e o treinamento para exposição dos objetivos das campanhas para toda a rede.
De nada adianta o marketing, a diretoria e a agência planejarem a comunicação sem que a ponta (franqueado) esteja ciente e motivada a entregar o que foi definido.

De nada adianta planejar se não soubermos fazer acontecer.

Feito isso, existe uma outra característica fundamental para que a agência de propaganda seja capaz de realizar com a franqueadora o que foi planejado.
Após o planejamento com o cliente franqueador, a agência se torna um braço produtivo nas demandas. Basicamente a agência tem que ajudar a fazer acontecer. Sabemos que os departamentos de marketing das franqueadoras, muitas vezes, são enxutos e estão presos involuntariamente às questões operacionais. E é aí que a boa agência para franquias entra em ação novamente. Quinzenalmente ou mensalmente, o atendimento e diretor de criação devem estar no cliente para alinhar o que foi planejado e alinhar o que está para acontecer.

Uma agência de propaganda para redes de franquias tem que estar preparada para ser um braço produtivo do marketing da franqueadora.

Como sócio-diretor da Química Comunicação, eu trago para a agência o know-how adquirido nos anos de atendimento de marcas como Oneil’s Pub e All Bar One, duas das maiores marcas da Mitchell’s & Butlers (Londres, Inglaterra), bem como marcas nacionais como Sorridents (maior rede de franquias de clínicas odontológicas do Brasil), Rede de Drogarias Farmais (maior rede de franquias de drogarias do Brasil), Sigbol Fashion (maior rede de franquias de escolas de moda do Brasil), entre muitas outras.

Será um prazer poder bater um papo contigo. É só entrar em contato que agendamos nossa conversa. (11) 35879 8606 – andreromero@quimicacom.com.br.

Comments

comments