snapchat

O Snapchat é uma rede social que tem crescido na preferência de jovens e adolescentes por alguns motivos:

– Criptografia e privacidade: As mensagens são todas criptografadas e, quando enviadas diretamente a um contato, apagam logo em seguida da visualização. Se o contato printar a tela de visualização das fotos ou mensagens, o usuário que as mandou é notificado.
– Visual: O Snapchat é uma rede social visual. Isto é, os principais recursos da rede são as fotos e vídeos, além das possibilidades de edição das imagens com seus filtros, emojis e desenhos que o usuário pode fazer.
– Histórias e transmissões: os usuários podem postar publicamente snaps em suas histórias. Estes snaps podem ser vistos por todos que o seguem. Já as transmissões são eventos especiais para os quais os usuários podem enviar seus snaps como, por exemplo, um festival de música.

Mas como as marcas podem usar o Snapchat para seus negócios?

Como a rede trabalha muito a questão da privacidade e, consequentemente, da particularidade dos seus usuários, as boas estratégias de Snapchat devem ser pensadas nisso – em oferecer aos usuários experiências de bastidores da sua marca – quem está por trás do que chega ao grande público, quais são as etapas de produção do seu serviço ou a fabricação do seu produto. Enfim, as estratégias de Snapchat devem focar em bastidores.

É importante que as ações sejam pensadas porque os vídeos e/ou fotos têm duração máxima de 10 segundos. E é importante considerar também que os usuários não se interessam em passar 5 minutos assistindo às suas histórias. Então as marcas que pretendem usar o Snapchat em suas estratégias devem considerar divulgar as ações de sua marca na rede em até 1 minuto.

Vale a pena também considerar estratégias de promoções e concursos culturais na rede, uma vez que o público se sente mais próximo e mais engajado no relacionamento via Snapchat. O conteúdo relevante é bem visto e aprovado. Só tome cuidado para não virar spammer da rede e tudo correrá bem.

Fique atento à nossa página do Facebook e do LinkedIn para mais notícias sobre marketing digital, redes sociais, comunicação, propaganda e design!

Comments

comments