shutterstock_175821881_maior_perna

Existe um abismo intransponível entre o potencial de mercado das pequenas e grandes empresas. São degraus gigantescos para a evolução do faturamento e somente com a ajuda de um bom planejamento e investimentos sérios, é possível preparar-se para mudar de status.
Para uma empresa de pequeno porte se tornar uma multinacional ela precisaria acumular em um ano o faturamento correspondente a 18 anos, ou seja, a relação entre a faixa de atuação das empresas e sua prosperidade, está no potencial de expansão do negócio.

Um dos caminhos para atingir esta meta é o esgotamento da faixa de atuação. A estratégia é subir degrau por degrau, ser o número um do seu bairro, depois da sua cidade e assim por diante.
Só é possível cativar um público maior, para aumentar a receita, se a marca ou o produto ganhar mercado. É preciso uma força de vendas agressiva aliada a uma boa capacidade de distribuição e ser marcante o suficiente para estar na preferência do consumidor, sem decepcionar. E é nesse processo que o design e a comunicação tornam-se ferramentas eficientes para peitar a concorrência.

A comunicação é um vendedor que trabalha 24 horas por dia levando para o consumidor argumentos que ajudam na decisão da compra e em outro nível, auxilia na lembrança da marca. O design por sua vez, pode melhorar o desempenho funcional e estético de praticamente tudo que existe. Ambos, design e comunicação, convencem pessoas a experimentarem novas experiências e isso pode dar início a uma escalada vertiginosa para o topo do mercado.

Fique atento à nossa página do Facebook e do LinkedIn para mais notícias sobre marketing digital, redes sociais, comunicação, propaganda e design!

Comments

comments